POEMA DE ZOÉ VALDÉZ

Quero acabar como uma gata,beber leite em tigelas de barro,

comer peixe fresco e fetos.

Quero ser uma gata para me deitar

entre os livros que estás a ler,

deixar pêlos meus pela casa toda,

arranhar-te as pernas.

Quero acabar como uma gata,

para que me fales quando estiveres só,

convencido de que nunca te vou compreender,

rasgar-te papéis importantes,

extraviar adornos de valor.

Quero ser uma gata para de noite subir aos telhados

e ouvir-te desesperado a chamar-me:

Miau, miau, miau, miau…..

Anúncios

2 comentários »

  1. Bárbara Said:

    que lindo!

  2. Azelpds Said:

    Muito bonito. 🙂


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: